SER PRESENTE
PSICOLOGIA HUMANISTA

Ser Presente: Vivemos tomados pelas mais diversas preocupações, angústias e ansiedades. Nos perdemos em pensamentos e fantasias sobre o passado e o futuro, idealizando um mundo que muitas vezes não corresponde à realidade. Na tentativa de atender as diversas expectativas exteriores, nos perdemos de nós mesmos. Ser presente é um convite para se tornar mais consciente de si. Conseguir perceber e aceitar todos os aspectos que fazem parte de nós é o primeiro passo para realizar uma mudança.

Psicologia Humanista: A psicologia humanista acredita que cada pessoa tem a capacidade de se compreender e resolver seus próprios desafios. Para despertar ou potencializar esta capacidade, propõe a construção de uma relação terapêutica baseada em atitudes facilitadoras do crescimento.

PSICOTERAPIA

Viver é um processo complexo e desafiador. Além de lidar com situações diversas, muitas vezes sentimos que não temos opção além de enfrentar todos os nossos problemas sozinhos. Porém, tanto o peso destas responsabilidades quanto o enfrentamento de novos acontecimentos podem exigir ajuda profissional para serem superados. O psicoterapeuta trabalha para estabelecer um vínculo e uma relação segura com o cliente, sem julgamentos ou avaliações, onde ele possa expressar seus sentimentos, conflitos e vivências livremente, abrindo-se para o processo de mudança.

LUDOTERAPIA

A criança tem sua maneira de pensar, sentir e se expressar. Na Ludoterapia o brinquedo e o brincar servem como facilitadores do contato e da expressão dos sentimentos, conflitos e vivências do mundo interno da criança, que é repleto de significados. À medida que o psicoterapeuta constrói um vínculo com a criança, uma relação segura, um clima de confiança, respeito, liberdade e espontaneidade; esta vai exercendo sua autonomia, aprendendo a confiar em si mesma e respeitar-se, podendo realizar mudanças construtivas em sua personalidade e seu comportamento.

SUPERVISÃO CLÍNICA

A supervisão clínica em psicologia é um momento de reflexão e crescimento. O supervisor dá suporte para esclarecimentos sobre questões encontradas nas relações com os clientes e para as dificuldades e dúvidas do supervisando. A fundamentação teórica utilizada é a Abordagem Centrada na Pessoa. O objetivo final é proporcionar o desenvolvimento de atitudes facilitadoras, que no decorrer do processo, possibilitarão segurança e legitimidade ao psicoterapeuta. A supervisão é uma orientação e provocação à experiência das práticas psicológicas.